content_product_Wine02.jpg

CURANDO O PLANETA ATRAVÉS DA AGICULTURA

O desenvolvimento humano e responsabilidade da Humanidade pela Terra sempre esteve no centro da filosofia antroposófica.

Com este ideal em mente, podemos comunicar espiritualmente de uma forma contemporânea que seja, ao mesmo tempo, pessoal e direta.

Hoje, a comida está barata e disponível a qualquer um, está desligada da sua origem e assim a maioria das pessoas não tem qualquer referência da proveniência da sua alimentação. Na maioria dos casos, sentir-se satisfeito é o mais importante e se o gosto é aceitável, a maioria das pessoas nem sequer se interrogam se o que está a comer faz parte ou não de uma dieta saudável.

Se pensarmos sobre o que é que realmente alimenta o corpo humano, reconhecemos que necessitamos de vitaminas, minerais, hidratos de carbono e proteínas. Mas há que considerar também valores nutricionais, que são mais subtis e que são aqueles que nos dão energia e vitalidade. E estes são extremamente importantes numa alimentação consciente.

As práticas biodinâmicas criam condições culturais que produzem alimentos plenos de vitalidade e energia natural. Estas práticas e conhecimentos significam que os agricultores se vêm a si próprios como fazendo parte de todo um organismo, humildes para com a Mãe Terra e para com todo o ser vivo que faz parte desse organismo.